segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Ei, esse não é o pé!

sse




  Todo mundo sabe que há uma diferença absurda entre o pé e a mão, é... Pessoal e olha que têm universitário que não sabe diferenciar, quem e quem, e o pior de tudo e que não tem o mínimo de bom senso de localização. Vamos a mais uma pérola que acontece nos laboratórios da faculdade...

    O laboratório estava cheio... E eu estava em mais um dia de monitoria para uma turma de 1◦ período, explicando o sistema esquelético. Até que fui colocando algumas peças ósseas sintéticas sobre cada mesa de cada grupo de 10 pessoas, numa sala de 30 alunos, passando pelas mesas, perguntei ao primeiro grupo: _ Identifique ai pra mim o úmero, e o grupo identificou certinho... O segundo grupo eu pedi pra identificar o , e uma aluna me perguntou, pegando a mão e dizendo: _ Esse aqui é o pé? Eu como sempre tendo paciência com essas coisas, por incrível que pareça, cheguei perto da mesma e pegando o pé e a mão do esqueleto, perguntei cautelosamente dizendo: “Qual que você acha que é o pé, entre essas duas estruturas? Respondeu ela  apontando pra a mão e dizendo: _ Esse aqui!...   Eu olhei pra ela e perguntei:_tem certeza que isso parece um pé? E ela Respondeu... “Sim!”

    Na hora eu respirei fundo e contei até dez e expliquei pra ela que o é bem diferente da mão, tanto pela quantidade de ossos como pela morfologia e eu acho que isso é bem óbvio, não é? Até meu cachorro sabe distinguir qual é o pé e qual é a mão.

45 Comentários:

Ravi Barros disse...

aaai que feio... rsrs
aminha não é assim! huahsua

Adrian disse...

Uma pessoa dessas merece um "tapa" com o pé! kkk

Sâmela disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkk' dá vontade de bater numa criatura dessas.

joilson disse...

HAHahha não fica brava vai naty, tem pessoas que não distinguem cores... outras não distinguem ossos. Coitada hahahaha.

joilson disse...

HAHahha não fica brava vai naty, tem pessoas que não distinguem cores... outras não distinguem ossos. Coitada hahahaha.

aaspinheiro disse...

KKKKKKKKKK, burros elas.
Muito bom o blog.

http://tonoid.blogspot.com/

Raphael Ferreira Serra disse...

SHAUSHAUSHAH'
poxa não saber diferenciar a mão do pé é lamentavel...

Nana disse...

huashashashus... uma pessoa dessa merece um tapa, com o pé... uhashuauhahuas ri muito... parabéns pelo blog...
Beijos

Wander Shirukaya disse...

Tem aluno assim? Meu Deus!!!

Anônimo disse...

hauhsuhauhs
cada uma hein!

Victinho disse...

Pior não é isso, tem gente que ainda se confunde com direita e esquerda.

Anônimo disse...

rsrsrsrsrs adorei! xD

MikaelMoraes disse...

fui monitor de anatomia na minha faculdade e gostava muito da disciplina. mais interessante ainda é a fisiologia e farmacologia. gostava muito da bioquímica tmbm e principlamente da bioquímica, histologia e principalmente da hematologia. enfim, quando se é acadêmico tudo é novo e maravilhoso, depois que se forma, essas passam a ser apenas matérias que juntas formaram algo maior que foi o seu eu profissional, que apenas irá começar após os seus 3 anos de faculdade... aí sim a ficha caí frente as inúmeras responsabilidades da vida, como conta a pagar, filhos para criar e etc.

aproveite bastante esse seu tempo e se possível, dedique tmbm alguma atividade profissional, seja a nível de inciação científica, estágio (de preferencia remunerado) e etc... e o mais importante, jamais se iluda.

parabéns pelo blog... ahhhhh entre os tarsos e carpos há muitas semelhanças viu... rssss

visite-nos e comente tmbm, estamos seguindo!!!

Fran disse...

Estudeiii anatomia na faculdade e adorei muito!
Bacana o seu blog

Atividade Física e Saúde !

http://franfitness.blogspot.com/

Siga o meu blog que eu sigo o[b] seu ! (:

Mulheres Obssessivas disse...

E muitos clinicam com essa falta de noção.

Brunella disse...

Muito legal, seu blog é muito bom, vou te seguir, se puder passe no meu blog, vc vai gostar :D

J.L. disse...

HAUSHAUSHAUSHAU Gente, vai que o pé dela era daquele jeito? coitada! hahaha
Parabéens pelo bloog (:

http://escritaeletras.blogspot.com/

Jeh Pagliai disse...

Huahauahuahuahauahuah, ai que horror...rs
Num qro nem imaginar essa criatura qndo se formar...rs

Beijinhos

---
www.jehjeh.com

Edu disse...

Meu legal seu blog
Essa historia é muito boa.
Um abraço e tudo de bom.
"e que os pés sejam reconhecidos".

Dih disse...

Nss.. kkkkkkkkkk essa foi podre podre podre...
Vai ser burra assim.. lá longe viu...

Marcos Vinicius disse...

kkkkkk!!! Fiquei sem chão com essa postagem. Eu sou formado em Ciências Biológicas e na minha pós-graduação trabalhei na especialização em Histologia e Morfologia, exercendo atividades de monitoria. Eu recebia também cada resposta de outro mundo.

Uma das mais em destaque foi quando perguntei a uma aluna de enfermagem sobre o osso ílio posto sobre uma maca: "Em que parte do nosso corpo este osso se localiza?" Ela respondeu pegando o ílio e colocou no ombro, rsrsrs.

Nem preciso dizer mais nada, né? rssss

Bjsss!!

Barbara Nonato disse...

É o cúmulo, hein?! Será que na hora do almoço essa aluna segura o garfo com a mão ou com o pé??? O.O

Uma coisa é certa: eu não teria a tua paciência...

Victor Pagani disse...

#FAIL! haha

[]'s

J.R. disse...

hehehehehehe...não creio!!!

Nicelle Almeida disse...

Aiii, n creioooo...jura que acontece disso??? kkkkkkkkkkkkk
Tem que ter mta paciencia mesmo, viu! =P
Beijos, minha flor.
www.nicellealmeida.blogspot.com

Mundo do Samuka disse...

KKKKKKKKKKKKKK Depois dessa eu trocava de curso na faculdade. essa ae num serve pra medicina! :(

carol disse...

kk, deus me livre ensinar um aluno desses. kkk' morriderir
http://oicarolina.wordpress.com/

Cáah Lima disse...

Tipo, o pé é algo tão feio né? prefiro as mãos. kk'
http://oicarolina.wordpress.com/

Leonardo disse...

Sou professor de matemática. ja vi coisas horrorosas também. Mas depois que a professora de ciências aqui perguntou um animal que tinha 3 pares de patas e antenas e responderam "Cobra" eu não duvido de mais nada.

Vou seguir. Abraço

http://omundodoscinefilos.blogspot.com/

Ravi Barros disse...

aah ja comentei, mas não custa nada passar de novo!

;)

Ítalo Richard disse...

Não saber diferenciar o básico, é de se reprovar mesmo! Você teve uma paciência de Jó.

abraço,
www.todososouvidos.blogspot.com

Wellington disse...

Nossa! Essa cena eu queria estar presente para ver! X) ...hihihi... Legal seria ver a aluna apanhando com esqueleto! ...kkk... Palmatória com o crânio! ...huahuahua...

Adorei a postagem! X)

http://neowellblog.wordpress.com/

Anônimo disse...

pior (quem sabe) foi uma colega minha que confundiu uma bexiga com um coração... detalhe eles não estavam avulsos, estavam nas posições corretas dentro do mesmo modelo ¬¬

@MultipllosJos disse...

Imagino o quanto profissional ela vai ser! KKKKKkkkkkkkkkkkkkk

Gabriela Shima disse...

Nossa, essa aluna como futura profissional prestando serviços a sociedade me preocupa...


E muito.

Anônimo disse...

Ela só tem mais criatividade que os outros :)

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Edson disse...

Tem q falar o nome dela e, se ela conseguir se formar (espero q não), me passa o CRM dela pq se eu tiver q passar num ortopedista algum dia e vou no mais longe o consutório dela. Imagina só: Eu quebro um pé e volto p casa com o braço engessado ... aí num dá ...

Anônimo disse...

Tem umas que confundem cérebro com bunda! É triste!

Anônimo disse...

as vezes isso pode ser dislecsia(nao sei se escrevi certo)

Rakc disse...

Na minha turma de anatomia tinha um garoto que na prova prática, na hora de identificar a glândula parótida ele identificou como testículos, huahuahuahua, e uma garota também fez algo do tipo mais identificou os ovários como glândula parótida.

bia santos disse...

Por isso, muitos pacientes se internam para operarem os pés e saem de lá com as mãos operadas...

Neve disse...

Que medo dessa menina quando ela se formar! Aqui na minha cidade o médico tirou o rim sadio de um infeliz paciente, e deixou o rim doente. Agora o rapaz vai fazer hemodiálise para o resto da vida!

Gabriel Nery disse...

Não vi um comentário legal aqui nesse post. Estou impressionado com o nível de preconceito. No ensino médio, não existe o costume de se perguntar diretamente a um aluno especificamente, e sim ao coletivo, então, esse tipo de pergunta, olho a olho, junto com o medo de estar errado (pois todo estudante tem medo de cometer gafes no primeiro semestre de universidade), causa a insegurança, que leva geralmente ao erro, por mais que você saiba a resposta. Uma vez, numa situação de extrema tensão, algo a que não sou muito habituado, me pediram pra pegar uma chave de fenda, eu peguei uma porca. Mas eu "sabia" o que era uma chave de fenda. Enfim. Vejam, a situação no ensino público brasileiro antes de mais nada. Uma vez dei aulas de francês pra alguns alunos de 1º ano, e eles não sabiam diferenciar um substantivo de um verbo, nem artigo definido eles sabiam o que era. Muitos não sabem localizar o Brasil num Mapa Mundi (experiencias de minha mãe, que é pesquisadora pedagógica e professora de geografia). Associado a essa confusão toda, vem problemas como o TDAH, a Dislexia, a Disgrafia, etc. É uma coisa bastante normal não saber o direito e o esquerdo, não saber ler as horas. Então, por mais que a menina tenha cometido um erro até grosseiro, é ser muito determinista afirmar que ela será uma péssima profissional e etc. Enfim.

Nathacha disse...

falou a ANA "NERY"

Postar um comentário